Empresa com unidade em Vila das Aves dá exemplo em plena pandemia

0

Presidente da câmara de santo tirso e ministra da coesão territorial visitaram grupo Hidrofer

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa e a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, estiveram, esta terça-feira, de visita às instalações da Pimentas & Coelho, do Grupo Hidrofer, em Vila das Aves. A empresa produz, diariamente, cerca de 50 mil unidades de zaragatoas para testes clínicos.

Dedicada à produção de algodão hidrófilo para uso cosmético, de cuidados de saúde e higiene, em plena pandemia da Covid-19, o grupo Hidrofer decidiu produzir zaragatoas, dando assim resposta ao mercado nacional. “É um excelente exemplo de como se devem posicionar as empresas e os empresários em tempos de crise”, elogiou o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa, realçando que a Hidrofer conseguiu “manter a empresa a funcionar, assegurando os postos de trabalho, e conseguiu responder a uma necessidade do país, de forma exemplar”.

Foi neste contexto de elogio ao trabalho desenvolvido pela Hidrofer que a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, considerou a empresa “uma referência”, já que “usando todo o seu conhecimento, passou a produzir zaragatoas”. “Em contexto de pandemia inovou, respondeu ao desafio e ajudou o país a enfrentar a pandemia, num produto onde estávamos totalmente dependentes do exterior”, salientou a ministra.

Carlos Alberto Silva, presidente do grupo Hidrofer assume que a empresa passou por um período de adaptação à nova realidade e sublinha que estão hoje “aptos para fazer as zaragatoas que o país necessitar”. Com uma produção de cerca de 50 mil unidades por dia, as zaragatoas que saem da empresa já se encontram certificadas. “Um dispositivo médico demora entre seis e oito meses a ser certificado e nós, em pouco mais de um mês e meio, conseguimos certificar. Isso só prova que o nosso produto tem muita qualidade”, garante.

As zaragatoas produzidas pela Hidrofer têm sido oferecidas a câmaras municipais, lares, Hospitais e Unidades de Saúde, entre outros. Para além de Santo Tirso, o grupo detém, ainda, unidades no concelho de Vila Nova de Famalicão, num total de mais de 140 postos de trabalho.

Share.

Leave A Reply