CD Aves não desempata…

0

CD Aves    1 – 1    Santa Clara

Jogo no Estádio do CD Aves

Árbitro – Ricardo Lourenço

CD Aves .- Quim, Leandro (André Costa, 56), Romaric, Miguel Vieira, Jorge Ribeiro, Grosso, Tito, Renato Reis (Platiny, 46), Rafinha, Pedro Pereira (Jorge Chula, 75) e Caballero.
Santa Clara – Serginho, Mike, Materazzi, Amoreirinha, Rúben Ribeiro, Tiago Ronaldo, Pacheco, Nuno Silva (Batatinha, 62), Reginaldo, Ludovic (Jimmy, 71) e Vouho (Clemente, 84).

Cartão Amarelo – Mike (14), Pacheco (30), Materazzi (35), Renato Reis (39), Tiago Ronaldo (56), Grosso (58), Reginaldo (69), Vouho (71) e Jimmy (86).
Golos – 0-1, Vouho, 41 minutos; 1-1, Pedro Pereira, 53.

O CD Aves, continua a marcar passo no campeonato, contando três empates e uma derrota nos últimos quatro jogos disputados.

Numa primeira parte aberta, com várias ocasiões, Vouho, para os forasteiros, e Rafinha, para a equipa da casa, estiveram perto de inaugurar o marcador ainda nos primeiros dez minutos, mas atiraram ligeiramente ao lado. Aos 15 minutos, poderia ter chegado à vantagem no marcador por pedro preira, que na sequencia de um livre direto atirou à trave da baliza de Serginho, gorando-se assim mais uma oportunidade para os da casa chegarem ao golo. O Santa Clara nunca entregou os pontos, colocando em ação o guardião avense. Já depois de quim ter evitado o golo de Vouho aos 22, o avançado marcaria mesmo, na sequência de um atabalhoamento de Leandro, ao não tirar a bola em zona de perigo.

Na segunda parte, Emanuel Simões alargou a frente de ataque do CD Aves com a entrada de Platiny tendo a mudança produziu resultados quase imediatos: aos 53, Jorge Ribeiro cruzou e Pedro Pereira, bem colocado cabeceou para o fundo das redes insulares. O CD Aves procurou a reviravolta e esteve perto de o conseguir aos 67, quando o remate de Jorge Ribeiro acertou no poste.
Até ao final, os avenses voltaram a estar perto de marcar, aos 70, quando na sequência de um livre, Caballero e Rafinha não conseguiram tocar o esférico para o fundo da baliza. Clemente que, aos 90+4, apareceu na cara de Quim e atirou por cima desperdiçando uma ocasião soberana para dar a vitória aos açorianos, que seria uma injustiça. O árbitro esteve bem.

 

Os melhores do CD Aves –  Quim 3 /  Pedro Pereira 2 / Caballero 1

 

TREINADORES:

Share.

Leave A Reply